{
\”page_on_front\”: {
\”value\”: \”3326\”,
\”type\”: \”option\”,
\”user_id\”: 1,
\”date_modified_gmt\”: \”2019-01-23 16:05:44\”
},
\”tortuga_theme_options[read_more_text]\”: {
\”value\”: \”Leia mais \”,
\”type\”: \”option\”,
\”user_id\”: 1,
\”date_modified_gmt\”: \”2019-01-23 16:05:44\”
},
\”tortuga_theme_options[slider_magazine]\”: {
\”value\”: false,
\”type\”: \”option\”,
\”user_id\”: 1,
\”date_modified_gmt\”: \”2019-01-23 16:06:45\”
},
\”widget_tortuga-magazine-posts-columns[3]\”: {
\”value\”: {
\”encoded_serialized_instance\”: \”YTo3OntzOjE4OiJjYXRlZ29yeV9vbmVfdGl0bGUiO3M6MTg6IkFzIMO6bHRpbWFzIGRvIFNURiI7czoxMjoiY2F0ZWdvcnlfb25lIjtpOjQ7czoxODoiY2F0ZWdvcnlfdHdvX3RpdGxlIjtzOjE4OiJBcyDDumx0aW1hcyBkbyBTVEoiO3M6MTI6ImNhdGVnb3J5X3R3byI7aTozO3M6NjoibnVtYmVyIjtpOjg7czoxNDoiaGlnaGxpZ2h0X3Bvc3QiO2I6MTtzOjE3OiJxMnczX2ZpeGVkX3dpZGdldCI7YjowO30=\”,
\”title\”: \”\”,
\”is_widget_customizer_js_value\”: true,
\”instance_hash_key\”: \”82a64daef4983fe5af90521ed0d72302\”
},
\”type\”: \”option\”,
\”user_id\”: 1,
\”date_modified_gmt\”: \”2019-01-23 16:08:45\”
},
\”sidebars_widgets[magazine-homepage]\”: {
\”value\”: [
\”tortuga-magazine-posts-columns-3\”
],
\”type\”: \”option\”,
\”user_id\”: 1,
\”date_modified_gmt\”: \”2019-01-23 16:09:33\”
}
}

O Supremo Tribunal Federal (STF) considerou a Taxa Referencial (TR), responsável pela correção monetária de precatórios e do FGTS entre os anos de 1999 e 2013, como inconstitucional.

Todos os Servidores Públicos (Federal, Estadual e Municipal) têm direito ao saque integral do PASEP. Para obter o saldo do PASEP é preciso ingressar com Ação de Cobrança.

O segurado que possui inscrição no INSS em data anterior a 29/11/1999, tendo contribuições antes deste período, somado ao fato de que requereu o benefício após 29/11/1999, tem direito à revisão da vida toda.

O STF declarou constitucional a cobrança adicional de 10% sobre a multa do FGTS nos casos de demissão sem justa causa e negou pedido de uma empresa para restituição de valores pagos ao governo.

Diversos tribunais Brasileiros reconhecem a ilegalidade da cobrança do ICMS na conta de Energia elétrica, milhões de pessoas em todo o país tem direito a restituição, veja como buscas a restituição para seus clientes.

O STF decidiu que o ICMS não compõe a base de cálculo para a incidência do PIS e da Cofins. Entretanto, a Receita Federal continua exigindo das empresas o recolhimento do ICMS, sendo necessário entrar a Justiça para reaver valores pagos e impedir cobranças futuras.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Jusdecisum

Data Venia Dr's e Dra's ! O Jusdecisum é um site de informativo jurídico que tem como objetivo reunir as decisões jurídicas dos principais tribunais do país em um só lugar, facilitando assim a informação e o estudo de profissionais e estudantes da área jurídica. Abaixo, estão nossas redes sociais e contatos, nos siga, mantenha-se atualizado sobre as decisões jurídicas dos principais tribunais, venha fazer parte desta grande comunidade jurídica que estamos criando ! Sejam sempre muito bem vindos !

janela
Jusdecisum Informativo Jurídico
Logo