Confira os destaques da TV Justiça para o fim de semana

Confira os destaques da TV Justiça para o fim de semana

Sexta (19)

20h30 – Iluminuras

O programa recebe o artista popular Tico Magalhães, idealizador do grupo folclórico brasiliense Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro e autor do livro “O mito do Calango Voador e outras histórias do Cerrado”, que reúne os principais contos míticos vividos pelo Seu Estrelo e pela Orquestra Alada Trovão da Mata. Natural do Recife, Tico fala de suas referências artísticas, literárias e culturais, da paixão por Brasília, do frevo, dos mitos e do calango.

Reapresentação: 20/2, às 3h30 e às 21h30; 21/2, às 22h30; 22/2, às 19h30; 23/2, às 9h30 e às 22h; 24/2, às 10h; e 25/2, às 10h e às 22h30.

21h – Repórter Justiça

O tema desta semana é a importância de informações claras nos rótulos dos alimentos e as mudanças recentes aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Para evitar complicações com a saúde do filho, uma advogada fundou o movimento Põe no Rótulo e conseguiu a aprovação de um alerta importante sobre os ingredientes que podem causar alergias. A Anvisa, por sua vez, aprovou recentemente mudanças na tabela nutricional. O programa mostra, ainda, uma organização não governamental que se dedica à conscientização dos perigos causados pelas bebidas açucaradas e a história de um professor de uma sinagoga que tem dificuldade de identificar alimentos que contenham carne de porco, cujo consumo é proibido pela religião judaica.

Reapresentações: 20/2, às 10h30 e às 20h30; 21/2, às 18h30; 22/2, às 7h30 e às 20h30; 23/2, às 6h30 e às 21h30; 24/2, às 13h30; e 25/2, às 12h.

Sábado (20)

7h30 – Plenárias

O programa vai mostrar o julgamento em que o Plenário do STF manteve a prisão em flagrante do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), decretada na terça-feira (16) pelo ministro Alexandre de Moraes. Outro destaque é o julgamento em que foi declarada a constitucionalidade da dispensa das concessionárias de serviços de telefonia e TV a cabo de contraprestação pelo uso de locais públicos para instalação de infraestrutura e redes de telecomunicações.

Reapresentações: 20/2, às 17h30; 21/2, às 7h30 e às 14h30; 22/2, às 11h30; 23/2, às 7h; e 24 e 26/2, às 6h30.

12h30 – Preservar é Lei

O programa discute as metas sobre mudança climática da Agenda 2030. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), se medidas urgentes não forem tomadas, a temperatura global do planeta pode aumentar em até três graus até o fim do século 21. Por isso, combater a mudança do clima é Objetivo do Desenvolvimento Sustentável estabelecido pela Agenda 2030, compromisso assumido pelo Brasil. Essa edição mostra, ainda, como a educação ambiental contribui para levar as próximas gerações a pensar nas consequências da falta de preservação.

Reapresentações: 21/2, às 4h e às 23h; 22/2, às 6h30; 23/2, às 12h; 24/2, às 7h30 às 18h; 25/2, às 13h30; e 26/2, às 9h.

Domingo (21)

21h30 – Refrão

O Refrão exibe a segunda parte da entrevista com o maestro, arranjador e produtor musical Toninho Horta. Em parceria com o poeta e compositor Fernando Brant, Toninho compôs um clássico da música brasileira que até hoje é hino dos mineiros: a canção “Manoel, o Audaz”. O músico ganhou o Grammy Latino 2020 pelo seu mais recente álbum, “Belo Horizonte”, e lançou um songbook com 108 partituras.

Reapresentações: 22/2, às 12h e 18h; 23/2, às 13h; 24/2, às 22h30; 25/2, às 20h; 26/2, às 13h30; 27/2 às 3h e às 18h30; 28/2, às 3h30.

22h – Documentário – “Autismo: O mundo neurodiverso”

O documentário retrata histórias de pessoas autistas e a luta por igualdade diante dos preconceitos relacionados a essa condição neurodiversa. Mães de autistas, profissionais e especialistas relatam as dificuldades, os rótulos pregados pela sociedade e os problemas que podem vir a ocorrer após um diagnóstico tardio. Por outro lado, o documentário mostra o que já foi conquistado por essas pessoas e os movimentos que apoiam a causa por educação inclusiva de qualidade, respeito às diferenças e leis efetivas.

Reapresentações: 22/2, às 9h e às 22h30; 24/2, às 20h; 25/2, às 13h30; e 26/2, às 22h.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Supremo Tribunal Federal (STF) é a mais alta instância do Poder Judiciário do Brasil e acumula competências típicas de Suprema Corte (tribunal de última instância) e Tribunal Constitucional (que julga questões de constitucionalidade independentemente de litígios concretos). Sua função institucional fundamental é de servir como guardião da Constituição Federal de 1988, apreciando casos que envolvam lesão ou ameaça a esta última.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

janela
Logo