Conheça a infraestrutura montada para os investigadores do TPS 2021

O Teste Público de Segurança (TPS) do Sistema Eletrônico de Votação, que será realizado de 22 a 26 de novembro em ambiente específico na sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, contará com uma infraestrutura pronta, equipamentos e materiais para receber os investigadores inscritos para o evento, e também convidados.

O TPS 2021 ocorrerá em um ambiente amplo nas dependências do Tribunal, no qual os investigadores – especialistas em tecnologia e segurança da informação – poderão executar os planos de teste do sistema eletrônico de votação previamente aprovados, tendo à mão os equipamentos e insumos de que necessitem.

Estarão disponíveis aos investigadores no local reservado ao TPS microcomputadores (equipados com programas Linux e Windows), urnas eletrônicas modelo 2015, ferramentas como chave philips, e insumos como resmas de papel, blocos de anotação, canetas e lápis.

De acordo com o edital do TPS 2021, nesta sexta edição serão admitidas até 15 inscrições, individuais ou compostas por grupo de investigadores integrados por até cinco pessoas. Qualquer pessoa ou autoridade pública que tiver interesse em acompanhar as ações que estarão sendo desenvolvidas nos dias de teste pode participar na condição de espectadora.

Durante o Teste Público, os investigadores buscarão, a título de colaboradores da Justiça Eleitoral, identificar eventuais falhas ou vulnerabilidades no sistema eletrônico de votação. Na ocasião, técnicos do TSE, previamente designados, farão apresentações sobre o funcionamento do sistema e da urna eletrônica, voltadas tanto para os participantes do evento quanto para os convidados.

Confira o edital e o calendário do Teste Público de Segurança.

Suporte total

Segundo o chefe da Seção de Voto Informatizado do TSE, Rodrigo Coimbra, os participantes do TPS terão toda a infraestrura e receberão os equipamentos que acharem necessários para os dias de investigação. Contarão, ainda, com o suporte de atendimento de técnicos do Tribunal, que estarão à disposição durante a fase de execução dos planos de testes dos investigadores,

“O TSE vai fornecer todo o tipo de insumo necessário para que o participante tenha condições de realizar o trabalho de investigação aprovado. Além da própria urna eletrônica, serão disponibilizados desde notebooks, equipados com sistema Linux e Windows, e outros materiais que os investigadores acharem pertinentes. O próprio edital do TPS já contempla essas solicitações”, destacou Coimbra.

Participação

O TPS 2021 ampliou o número de participantes que podem ser admitidos no teste de 10 para 15. Esse aumento faz parte da busca do TSE por uma maior participação da sociedade e de representantes de instituições no teste, o que estimula o exercício da cidadania e reforça o compromisso da Justiça Eleitoral com a transparência e o aprimoramento contínuo do sistema eletrônico de votação.

Pessoas interessadas em conhecer mais sobre o funcionamento do sistema de votação e da urna eletrônica podem visitar o ambiente do TPS durante os dias do evento, se identificando na portaria do edifício-sede do Tribunal. O número de pessoas no ambiente do TPS, no entanto, poderá sofrer restrição devido à necessidade do bom andamento dos trabalhos.

Mais programas

Nesta sexta edição do evento, a Justiça Eleitoral aumentou também o escopo dos programas que podem ser avaliados pelos investigadores inscritos, inserindo os sistemas de apoio à auditoria de funcionamento das urnas no dia da votação (Módulo Sorteio); os sistemas de apoio à auditoria de funcionamento das urnas eletrônicas em condições normais de uso (Módulo Votação); o Verificador Pré/Pós-Eleição (VPP) e o Verificador de Integridade e Autenticidade de sistemas eleitorais (AVPART), utilizados para a verificação de resumos digitais (hashes) e assinatura digital nas urnas eletrônicas.

Veja mais informações sobre o TPS.

TP/EM

Leia mais:

26-08-21 – Sexta edição do Teste Público de Segurança amplia participação de investigadores

O Supremo Tribunal Federal (STF) considerou a Taxa Referencial (TR), responsável pela correção monetária de precatórios e do FGTS entre os anos de 1999 e 2013, como inconstitucional.

Todos os Servidores Públicos (Federal, Estadual e Municipal) têm direito ao saque integral do PASEP. Para obter o saldo do PASEP é preciso ingressar com Ação de Cobrança.

O segurado que possui inscrição no INSS em data anterior a 29/11/1999, tendo contribuições antes deste período, somado ao fato de que requereu o benefício após 29/11/1999, tem direito à revisão da vida toda.

O STF declarou constitucional a cobrança adicional de 10% sobre a multa do FGTS nos casos de demissão sem justa causa e negou pedido de uma empresa para restituição de valores pagos ao governo.

Diversos tribunais Brasileiros reconhecem a ilegalidade da cobrança do ICMS na conta de Energia elétrica, milhões de pessoas em todo o país tem direito a restituição, veja como buscas a restituição para seus clientes.

O STF decidiu que o ICMS não compõe a base de cálculo para a incidência do PIS e da Cofins. Entretanto, a Receita Federal continua exigindo das empresas o recolhimento do ICMS, sendo necessário entrar a Justiça para reaver valores pagos e impedir cobranças futuras.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

TSE - Tribunal Superior Eleitoral

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é a instância jurídica máxima da Justiça Eleitoral brasileira tendo jurisdição nacional. As demais instâncias são representadas pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TRE), juízes eleitorais e Juntas Eleitorais, nos momentos de eleição, espalhados pelo Brasil.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

      Deixe uma Comentário

      Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

      janela v3.3
      Jusdecisum Informativo Jurídico
      Logo