Conheça os perfis do TSE nas redes sociais e confira conteúdos exclusivos


Criados com o objetivo de aproximar ainda mais o cidadão da Justiça Eleitoral, os perfis do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nas redes sociais e no YouTube divulgam à sociedade os serviços, as ações e as campanhas promovidas pela Justiça Eleitoral. No momento, o TSE possui contas em quatro das principais plataformas digitais do mundo. Saiba mais:

YouTube

No canal da Justiça Eleitoral no YouTube, o eleitor pode acompanhar ao vivo as sessões plenárias da Corte Eleitoral, transmitidas às terças e quintas-feiras, além de acessar conteúdos digitais exclusivos separados por playlists e assistir à íntegra dos programas Conexão Eleitoral e Decisões do Plenário. Atualmente, mais de 87 mil pessoas estão inscritas na plataforma.

Facebook

A página do TSE no Facebook possui 214 mil seguidores e mais de 210 mil curtidas. Em 2018, a conta serviu de canal para o combate à desinformação durante o período eleitoral. A plataforma é utilizada para divulgar informações de utilidade para o eleitor, como prazos para a regularização da situação eleitoral ou para o cadastramento biométrico, assim como para promover ações de conscientização em relação à democracia e ao enfrentamento da desinformação.

Instagram

O perfil oficial da Justiça Eleitoral no Instagram tem mais de 1,4 mil postagens e compartilha campanhas educativas, informações eleitorais e ações realizadas tanto pelo TSE quanto pelos Tribunais Regionais Eleitorais.

Em outubro de 2018, mês das Eleições Gerais daquele ano, ocorreu um aumento considerável de interação, quando as publicações do período receberam 39.746 curtidas e tiveram 30.057 comentários. Hoje, o perfil do Tribunal no Instagram conta com mais de 77 mil seguidores.

Twitter

Com mais de 308 mil seguidores e mais de 26,5 mil tweets, a conta @TSEjusbr completou dez anos de lançamento em setembro de 2019. Além de veicular conteúdo institucional ou relacionado às campanhas publicitárias, a ferramenta é utilizada para a divulgação dos programas de rádio e TV produzidos pelo Tribunal e para a transmissão de todas as sessões de julgamento da Corte Eleitoral. Eventos importantes também passaram a ser transmitidos ao vivo pela plataforma a partir de agosto de 2018.

BA, JP/LC, DM



O Supremo Tribunal Federal (STF) considerou a Taxa Referencial (TR), responsável pela correção monetária de precatórios e do FGTS entre os anos de 1999 e 2013, como inconstitucional.

Todos os Servidores Públicos (Federal, Estadual e Municipal) têm direito ao saque integral do PASEP. Para obter o saldo do PASEP é preciso ingressar com Ação de Cobrança.

O segurado que possui inscrição no INSS em data anterior a 29/11/1999, tendo contribuições antes deste período, somado ao fato de que requereu o benefício após 29/11/1999, tem direito à revisão da vida toda.

O STF declarou constitucional a cobrança adicional de 10% sobre a multa do FGTS nos casos de demissão sem justa causa e negou pedido de uma empresa para restituição de valores pagos ao governo.

Diversos tribunais Brasileiros reconhecem a ilegalidade da cobrança do ICMS na conta de Energia elétrica, milhões de pessoas em todo o país tem direito a restituição, veja como buscas a restituição para seus clientes.

O STF decidiu que o ICMS não compõe a base de cálculo para a incidência do PIS e da Cofins. Entretanto, a Receita Federal continua exigindo das empresas o recolhimento do ICMS, sendo necessário entrar a Justiça para reaver valores pagos e impedir cobranças futuras.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é a instância jurídica máxima da Justiça Eleitoral brasileira tendo jurisdição nacional. As demais instâncias são representadas pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TRE), juízes eleitorais e Juntas Eleitorais, nos momentos de eleição, espalhados pelo Brasil.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

janela
Logo