Juiz adverte advogados ‘seminus’ e desleixados em home office

Em tempos de isolamento social forçado devido à pandemia de coronavírus, roupas casuais – e por vezes até pijamas – têm virado uniforme de trabalho para muitos funcionários em regime de home office. Determinadas áreas, no entanto, exigem maior decoro. Nos Estados Unidos, um juiz repreendeu advogados que desrespeitaram gravemente o dress code em audiências virtuais nessa semana. Um deles, chegou a aparecer sem camisa.

O juiz Dennis Bailey do 17º tribunal do estado da Califórnia, emitiu um memorando no qual cobrou que advogados mantenham a mesma vestimenta que estão habituados a usar em audiências presenciais nos encontros realizados por meio do programa de videoconferência Zoom.PUBLICIDADE

“Os juízes apreciariam se os advogados e seus clientes tivessem em mente que essas audiências com o Zoom são exatamente isso: audiências. Não são conversas telefônicas casuais”, iniciou Bailey, em carta que se tornou pública.

“Vimos muitos advogados em camisas e blusas casuais, sem preocupação com a aparência desleixada, em quartos com a cama principal no fundo etc.”, escreveu, antes de denunciar as “infrações” mais graves.  “Um advogado apareceu sem camisa e uma advogada apareceu ainda na cama, ainda debaixo das cobertas”, revelou o juiz, que não abre mão de sua toga preta.CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Dennis Bailey ainda reclamou de desordem nas audiências devido a distrações e falhas técnicas. “Muitas vezes, os advogados não estão olhando para as telas, mas para os arquivos e anotações ou simplesmente pela janela e não conseguem ver que o juiz está gritando ‘Pare! Pare!’ porque uma objeção foi feita e o áudio permanece com a testemunha, em vez de obedecer ao juiz ”, reclamou.

O tribunal onde ele trabalha, no condado de Broward, está fechado para audiências presenciais desde 16 de março.

Fonte: Veja

O Supremo Tribunal Federal (STF) considerou a Taxa Referencial (TR), responsável pela correção monetária de precatórios e do FGTS entre os anos de 1999 e 2013, como inconstitucional.

Todos os Servidores Públicos (Federal, Estadual e Municipal) têm direito ao saque integral do PASEP. Para obter o saldo do PASEP é preciso ingressar com Ação de Cobrança.

O segurado que possui inscrição no INSS em data anterior a 29/11/1999, tendo contribuições antes deste período, somado ao fato de que requereu o benefício após 29/11/1999, tem direito à revisão da vida toda.

O STF declarou constitucional a cobrança adicional de 10% sobre a multa do FGTS nos casos de demissão sem justa causa e negou pedido de uma empresa para restituição de valores pagos ao governo.

Diversos tribunais Brasileiros reconhecem a ilegalidade da cobrança do ICMS na conta de Energia elétrica, milhões de pessoas em todo o país tem direito a restituição, veja como buscas a restituição para seus clientes.

O STF decidiu que o ICMS não compõe a base de cálculo para a incidência do PIS e da Cofins. Entretanto, a Receita Federal continua exigindo das empresas o recolhimento do ICMS, sendo necessário entrar a Justiça para reaver valores pagos e impedir cobranças futuras.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Data Venia Dr's e Dra's ! O Jusdecisum é um site de informativo jurídico que tem como objetivo reunir as decisões jurídicas dos principais tribunais do país em um só lugar, facilitando assim a informação e o estudo de profissionais e estudantes da área jurídica. Abaixo, estão nossas redes sociais e contatos, nos siga, mantenha-se atualizado sobre as decisões jurídicas dos principais tribunais, venha fazer parte desta grande comunidade jurídica que estamos criando ! Sejam sempre muito bem vindos !

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

janela
Logo