Presidente do STF determina suspensão nacional de processos sobre compartilhamento de dados fiscais sem autorização judicial


Presidente do STF determina suspenso nacional de processos sobre compartilhamento de dados fiscais sem autorizao judicial


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, determinou a suspenso nacional de todos os processos judiciais em andamento no territrio nacional que versem sobre o compartilhamento, sem autorizao judicial e para fins penais, de dados fiscais e bancrios de contribuintes. A questo est em discusso no Recurso Extraordinrio (RE) 1055941, com repercusso geral reconhecida (Tema 990), que foi includo na pauta de julgamentos do Plenrio do STF para o dia 21 de novembro. O processo tramita em segredo de justia.

Pela deciso do ministro Dias Toffoli, ficam ainda suspensos, em todo o territrio nacional, inquritos e procedimentos de investigao criminal atinentes aos Ministrios Pblicos Federal e estaduais que foram instaurados sem a superviso do Poder Judicirio e de sua prvia autorizao sobre os dados compartilhados pelos rgos de fiscalizao e controle (Fisco, Coaf e Bacen).

O caso

O recurso paradigma foi interposto pelo Ministrio Pblico Federal (MPF) contra acrdo do Tribunal Regional Federal da 3ª Regio (TRF-3) que anulou ao penal diante do compartilhamento de dados obtidos pela Receita Federal com o MP para fins penais.

Para o TRF-3, a quebra de sigilo bancrio para fins de investigao criminal ou instruo processual penal est sujeita prvia autorizao judicial. Mas o MPF contesta tal deciso sob o argumento de que o STF, no julgamento do RE 601314, com repercusso geral, julgou constitucional a Lei Complementar 105/2001 e a quebra de sigilo bancrio pela Receita Federal sem a necessidade de interveno do Judicirio.

Ressalva

Em sua deciso, o ministro Toffoli lembrou que a contagem do prazo da prescrio nesses processos judiciais e procedimentos ficar suspensa, conforme decidiu o STF no julgamento da questo de ordem no RE 966177, no qual assentou entendimento pela suspenso do prazo prescricional em processos penais sobrestados em decorrncia do reconhecimento de repercusso geral.

O presidente do STF, entretanto, ressalva que a suspenso nacional determinada no atinge as aes penais e/ou inquritos ou Procedimentos de Investigao Criminal (PICs) nos quais os dados compartilhados pelos rgos administrativos de fiscalizao e controle, que foram alm da identificao dos titulares das operaes bancrias e dos montantes globais, ocorreram com a devida superviso do Poder Judicirio e com a sua prvia autorizao.

Comunicao

O ministro Dias Toffoli, ao final da deciso, determina que a Secretaria Judiciria do STF adote as providncias cabveis, “mormente quanto cientificao dos rgos do sistema judicial ptrio e dos Ministrios Pblicos Federal e estaduais”.

Ele solicita ainda informaes pormenorizadas a respeito do procedimento adotado em relao ao compartilhamento de dados e o nvel de detalhamento das informaes aos seguintes rgos: Procuradoria-Geral da Repblica (PGR), Tribunal de Contas da Unio (TCU), Receita Federal, Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), procuradorias-gerais de Justia e Conselho Nacional do Ministrio Pblico (CNMP).

AR/AD

Leia mais:

17/4/2018 – STF analisar compartilhamento de dados pelo Fisco com o MP para fins penais sem autorizao do Judicirio

STF - Superior Tribunal Federal

STF - Superior Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal (STF) é a mais alta instância do Poder Judiciário do Brasil e acumula competências típicas de Suprema Corte (tribunal de última instância) e Tribunal Constitucional (que julga questões de constitucionalidade independentemente de litígios concretos). Sua função institucional fundamental é de servir como guardião da Constituição Federal de 1988, apreciando casos que envolvam lesão ou ameaça a esta última.

Quer ser um parceiro oficial Serasa Experian assim como nós e ganhar em média R$600,00 por mês com certificados Digitais ?

Conheça as teses que estão em alta no momento e veja como trabalhar com elas

Tese da Nova Correção do FGTS

Supremo Tribunal Federal (STF) considerou a Taxa Referencial (TR), responsável pela correção monetária de precatórios e do FGTS entre os anos de 1999 e 2013, como inconstitucional.

Tese da Cobrança de Saldo do PASEP dos Servidores Públicos

Todos os Servidores Públicos (Federal, Estadual e Municipal) têm direito ao saque integral do PASEP. Para obter o saldo do PASEP é preciso ingressar com Ação de Cobrança.

Tese da Revisão da Vida Toda PBC

O segurado que possui inscrição no INSS em data anterior a 29/11/1999, tendo contribuições antes deste período, somado ao fato de que requereu o benefício após 29/11/1999, tem direito à revisão da vida toda.

Tese da Restituição da Multa de 10% do FGTS

O STF declarou constitucional a cobrança adicional de 10% sobre a multa do FGTS nos casos de demissão sem justa causa e negou pedido de uma empresa para restituição de valores pagos ao governo.

Tese da Restituição do ICMS Cobrado Indevidamente na Conta de Luz

Diversos tribunais Brasileiros reconhecem a ilegalidade da cobrança do ICMS na conta de Energia elétrica, milhões de pessoas em todo o país tem direito a restituição, veja como buscas a restituição para seus clientes.

Tese da Exclusão do ICMS da Base de Cálculo do PIS/COFINS

O STF decidiu que o ICMS não compõe a base de cálculo para a incidência do PIS e da Cofins. Entretanto, a Receita Federal continua exigindo das empresas o recolhimento do ICMS, sendo necessário entrar a Justiça para reaver valores pagos e impedir cobranças futuras.

Tese da Exclusão do ISSQN da Base de Cálculo do PIS/COFINS

A tese refere-se à base de cálculo do PIS/COFINS, que não deve ter em sua base de cálculo valores arrecadados a título de ISS, pois estes não se incorporam ao patrimônio do contribuinte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

janela

Atenção ! Você será redirecionado para o site oficial do Serasa E-Jurídico !

Somos parceiro oficiais do Serasa Experian e como fruto desta parceria nós podemos te oferecer 10% de desconto no seu E-Jurídico através do nosso cupom de desconto, copie e cole nosso cupom na página de pagamento de Serasa Experiam E-Jurídico.

Copie o cupom

Você pode compartilhar este cupom de desconto com seus amigos, colegas de trabalho e clientes !