Na manhã desta segunda-feira (13), a Câmara de Vereadores de União da Vitória (PR), sudeste do estado, fez a outorga do Título de Cidadão Benemérito ao presidente do Superior Tribunal Militar (STM), ministro Luis Carlos Gomes Mattos. União da Vitória é a cidade natal do ministro Mattos.

Na ocasião, estiveram presentes diversas autoridades, entre eles o vice-governador do Paraná, Darci Piana, o prefeito da cidade, Bachir Abbas, e os desembargadores Luiz Fernando Tomasi Keppen, Mario Helton Jorge, Carvílio da Silveira Filho, Naor Ribeiro de Macedo Neto e Ramon de Medeiros Nogueira.

Também estiveram presentes, autoridades do Exército, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, do Judiciário e ainda do Executivo e Legislativo do município vizinho de Porto União (SC), o ex-prefeito Santin Roveda, muitos amigos e familiares do ministro do STM.

O ministro Luis Carlos Gomes Mattos nasceu em União da Vitória (PR) em 1947. Filho de família de origem portuguesa, morou no casarão construído por seu avô Antônio Gomes que existe até hoje, na rua Professor Cleto, esquina com a Benjamin Constant.

Segundo  o presidente da Câmara de Vereadores de União da Vitória, Cordovan Frederico de Melo Neto, desde pequeno o agora magistrado da mais alta Corte militar do país teve a responsabilidade de estudar, trabalhar e teve seus direitos e deveres cumpridos ao longo de sua vida, “dedicando-se e defendendo a Pátria, alcançando o mais alto posto do Exército Brasileiro”.

Diversos discursos marcaram a homenagem e o próprio ministro, que, emocionado, retribuiu os agradecimento ao presidente da Câmara, Cordovan Frederico, proponente da Lei 5.000/2022, que outorgou o general como Cidadão Benemérito.

Homenagem também em Palmas (PR)

Já na cidade de Palmas (PR), o Poder Legislativo Municipal realizou a entrega, no mesmo dia, do Título de Cidadão Honorário do município ao presindente do STM. A homenagem foi uma iniciativa do vereador Marcos Antônio da Silva Gomes.

A Sessão Solene contou com a participação de diversas autoridades do país, entre eles o vice-governador do Paraná, Darci Piana, desembargadores, além de representantes do Exército, da OAB e do Legislativo e Executivo Municipal.

 

WhatsApp Image 2022 06 14 at 15.21.47 1

img 20220614144352

STM - Superior Tribunal Militar

STM - Superior Tribunal Militar

Órgão máximo da Justiça Militar da União, é justiça especializada na aplicação da lei a uma categoria especial, a dos militares federais - Marinha, Exército e Aeronáutica, julgando apenas e tão somente os crimes militares definidos em lei.

Conheça as teses que estão em alta no momento e veja como trabalhar com elas

Tese da Nova Correção do FGTS

Supremo Tribunal Federal (STF) considerou a Taxa Referencial (TR), responsável pela correção monetária de precatórios e do FGTS entre os anos de 1999 e 2013, como inconstitucional.

Tese da Cobrança de Saldo do PASEP dos Servidores Públicos

Todos os Servidores Públicos (Federal, Estadual e Municipal) têm direito ao saque integral do PASEP. Para obter o saldo do PASEP é preciso ingressar com Ação de Cobrança.

Tese da Revisão da Vida Toda PBC

O segurado que possui inscrição no INSS em data anterior a 29/11/1999, tendo contribuições antes deste período, somado ao fato de que requereu o benefício após 29/11/1999, tem direito à revisão da vida toda.

Tese da Restituição da Multa de 10% do FGTS

O STF declarou constitucional a cobrança adicional de 10% sobre a multa do FGTS nos casos de demissão sem justa causa e negou pedido de uma empresa para restituição de valores pagos ao governo.

Tese da Restituição do ICMS Cobrado Indevidamente na Conta de Luz

Diversos tribunais Brasileiros reconhecem a ilegalidade da cobrança do ICMS na conta de Energia elétrica, milhões de pessoas em todo o país tem direito a restituição, veja como buscas a restituição para seus clientes.

Tese da Exclusão do ICMS da Base de Cálculo do PIS/COFINS

O STF decidiu que o ICMS não compõe a base de cálculo para a incidência do PIS e da Cofins. Entretanto, a Receita Federal continua exigindo das empresas o recolhimento do ICMS, sendo necessário entrar a Justiça para reaver valores pagos e impedir cobranças futuras.

Tese da Exclusão do ISSQN da Base de Cálculo do PIS/COFINS

A tese refere-se à base de cálculo do PIS/COFINS, que não deve ter em sua base de cálculo valores arrecadados a título de ISS, pois estes não se incorporam ao patrimônio do contribuinte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

janela