Ministros do STF prestam homenagem ao arquiteto Paulo Mendes da Rocha, autor do projeto do novo museu da Corte

Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) prestaram homenagem ao arquiteto Paulo Mendes da Rocha, falecido na madrugada deste domingo (23) em São Paulo, aos 92 anos. O presidente da Corte, ministro Luiz Fux, lamentou “a partida do brilhante arquiteto”, lembrando que seu “talento será eternizado no museu que em breve será instalado na Corte“.

Referência mundial na arquitetura, Paulo Mendes da Rocha elaborou, em 2019, o projeto arquitetônico de expansão do Museu do STF, ainda em andamento e que será instalado no Edifício-Sede do Supremo. À época, o arquiteto afirmou ter aceitado o “ilustre convite” por entender a delicadeza com que o projeto deveria ser realizado.

“Aceitamos, inclusive, por respeito à obra de Oscar Niemeyer”, disse na ocasião, quando também ressaltou que “a preservação da memória e do acervo histórico da Corte é tão importante quanto possa ser a memória para qualquer processo educativo”. O objetivo do projeto, que não tocou na estrutura ou forma do edifício sede, explicou Mendes da Rocha, foi o de redimensionar e renovar o espaço. “Vamos melhorar as condições espaciais, a cor, a luz, e adaptar os espaços que o Supremo já possui”.

O ministro Dias Toffoli afirmou ter recebido com “muita tristeza” a notícia do falecimento do “maior arquiteto brasileiro da atualidade”. “Nossa profunda solidariedade aos familiares, à equipe e aos amigos do grande arquiteto”, disse. O ministro classificou como uma “grande honra” a contratação do escritório de Paulo Mendes da Rocha para a elaboração do projeto de expansão de museu quando presidia o STF.

Segundo Toffoli, o projeto modernista envolve a reformulação dos espaços no subsolo do prédio e a construção de espaço de convivência e integração total do museu com a Praça dos Três Poderes. A primeira etapa da obra, onde serão instaladas as partes expositivas do museu, foi finalizada em abril.

“Infelizmente e com grande pesar, não teremos a presença física do arquiteto na inauguração de um dos seus últimos grandes projetos, o único em Brasília. Mas a memória de Paulo Mendes da Rocha e seus grandes feitos se tornarão eternos na história e na arquitetura do prédio símbolo do STF”, afirmou o ministro.

Prêmios internacionais

Mendes da Rocha recebeu prêmios internacionais na arquitetura, como o Leão de Ouro da Bienal de Veneza e o Prêmio Imperial do Japão. Também foi vencedor do Prêmio Pritzker, o mais importante da arquitetura mundial.

Foi autor do projeto do Museu Brasileiro de Escultura (MuBE) e do plano de reforma da Pinacoteca do Estado de São Paulo, que, assim como o Supremo, é prédio tombado pelo Patrimônio Histórico.

Site do museu

Um site especial foi elaborado para reunir as informações sobre o Museu do STF, com as etapas já concluídas do projeto de expansão, vídeo com um tour sobre o projeto inicial, entre outros. Acesse aqui o hotsite.

Leia mais:

25/09/2019 – Preservação da memória do STF é escopo de projeto do arquiteto Mendes da Rocha para renovação do museu
 

]

Fonte STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) considerou a Taxa Referencial (TR), responsável pela correção monetária de precatórios e do FGTS entre os anos de 1999 e 2013, como inconstitucional.

Todos os Servidores Públicos (Federal, Estadual e Municipal) têm direito ao saque integral do PASEP. Para obter o saldo do PASEP é preciso ingressar com Ação de Cobrança.

O segurado que possui inscrição no INSS em data anterior a 29/11/1999, tendo contribuições antes deste período, somado ao fato de que requereu o benefício após 29/11/1999, tem direito à revisão da vida toda.

O STF declarou constitucional a cobrança adicional de 10% sobre a multa do FGTS nos casos de demissão sem justa causa e negou pedido de uma empresa para restituição de valores pagos ao governo.

Diversos tribunais Brasileiros reconhecem a ilegalidade da cobrança do ICMS na conta de Energia elétrica, milhões de pessoas em todo o país tem direito a restituição, veja como buscas a restituição para seus clientes.

O STF decidiu que o ICMS não compõe a base de cálculo para a incidência do PIS e da Cofins. Entretanto, a Receita Federal continua exigindo das empresas o recolhimento do ICMS, sendo necessário entrar a Justiça para reaver valores pagos e impedir cobranças futuras.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Supremo Tribunal Federal (STF) é a mais alta instância do Poder Judiciário do Brasil e acumula competências típicas de Suprema Corte (tribunal de última instância) e Tribunal Constitucional (que julga questões de constitucionalidade independentemente de litígios concretos). Sua função institucional fundamental é de servir como guardião da Constituição Federal de 1988, apreciando casos que envolvam lesão ou ameaça a esta última.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

janela
Logo