Playlist de vídeos tutoriais oferece dicas sobre uso de conectivos em pesquisa de jurisprudência


Playlist de vídeos tutoriais oferece dicas sobre uso de conectivos em pesquisa de jurisprudência




24/11/2021 09:25
24/11/2021 09:25
23/11/2021 19:27


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) produziu uma playlist de vídeos com esclarecimentos práticos sobre o funcionamento da página de Pesquisa de Jurisprudência do portal do tribunal. O objetivo é facilitar a utilização dos recursos da página, que é responsável por gerar 1,49 milhão de visualizações por mês no portal do STJ.

Os conteúdos – que já somam mais de 20 mil acessos no YouTube –, além de detalharem os recursos da página, oferecem dicas de pesquisa. Entre os materiais, foram disponibilizados cinco vídeos sobre o uso de símbolos e conectivos em pesquisa de jurisprudência:

Como ampliar o resultado usando o “$”;  

Como usar aspas e os conectivos “ADJ” e “PROX”;

Como usar parênteses e os conectivos “OU” e “NÃO”;

Como usar os conectivos “E”, “COM” e MESMO”;

Como elaborar um critério de pesquisa completo.

Símbolo $ pode acelerar a pesquisa e aumentar resultados

Um dos vídeos da playlist sobre a Pesquisa de Jurisprudência explica que o símbolo “$” pode ser utilizado para acelerar o processo de pesquisa sem perder resultados.

Isso ocorre porque, quando o intuito do usuário é pesquisar um só tema, mas existem muitas possibilidades de palavras relacionadas ao assunto – todas com um mesmo radical –, o “$” serve como código para que todas essas possibilidades de sufixos e prefixos de um radical sejam incluídas na pesquisa. Para isso, basta colocar o símbolo antes e depois do radical da palavra pesquisada. O mesmo vale para palavras com variações de número e gênero.

Dicas de usos específicos de conectivos

Outra dica explorada na playlist é o uso das aspas e dos conectivos “ADJ” e “PROX”. As aspas devem ser utilizadas quando o usuário quer pesquisar uma expressão exata, sem variações. Já o conectivo “ADJ” é um operador de proximidade e, estando entre palavras, localiza temos adjacentes na ordem estabelecida na pesquisa. Ele deve ser acompanhado de um numeral para indicar a distância de palavras que se deseja encontrar entre os termos pesquisados. Além do “ADJ”, o conectivo “PROX” funciona como operador de proximidade, mas localiza termos próximos em qualquer ordem em que estejam escritos.

No vídeo sobre o uso dos parênteses e dos conectivos “OU” e “NÃO”, é explicado que o “OU” é utilizado para formar núcleos de pesquisa e os parênteses são utilizados para agrupar cada núcleo de ideia; o conectivo “NÃO” é utilizado para excluir determinada palavra ou ideia, e deve ser utilizado fora dos parênteses.

Os conectivos “E”, “COM” e “MESMO” também são explorados em um dos vídeos. O “COM” é utilizado para pesquisar duas palavras que estejam em um mesmo parágrafo, independentemente da distância entre elas. O uso do “MESMO” se dá quando a intenção do usuário é localizar termos que não necessariamente precisam estar no mesmo parágrafo, mas que estejam em um único campo do acórdão. O conectivo “E” é o mais amplo de todos, porque possibilita o resgate de termos que estejam em qualquer ordem ou campo do acórdão.

Processo de elaboração de um critério de pesquisa completo

Outro vídeo da playlist explica detalhadamente como funciona a elaboração de um critério de pesquisa completo. Para isso, é necessário que o usuário já tenha domínio do uso de conectivos e de símbolos de pesquisa. Afinal, de acordo com o vídeo, o primeiro passo para pesquisar sobre um assunto é identificar seus núcleos de ideias. A partir disso, o segundo passo é pensar possíveis maneiras de escrever essas ideias e os símbolos que vão ser utilizados. Por fim, no terceiro passo, basta unir os núcleos identificados utilizando os conectivos que atendam às necessidades do pesquisador.

Para visualizar a lista de símbolos auxiliares e operadores lógicos e de proximidade, basta acessar o campo “Ajuda”, da página de Pesquisa de Jurisprudência, e clicar em “Como utilizar conectivos e operadores”.

A página de Pesquisa de Jurisprudência está disponível em Jurisprudência > Jurisprudência do STJ, a partir do menu na barra superior do site.


Fonte: STJ

O Supremo Tribunal Federal (STF) considerou a Taxa Referencial (TR), responsável pela correção monetária de precatórios e do FGTS entre os anos de 1999 e 2013, como inconstitucional.

Todos os Servidores Públicos (Federal, Estadual e Municipal) têm direito ao saque integral do PASEP. Para obter o saldo do PASEP é preciso ingressar com Ação de Cobrança.

O segurado que possui inscrição no INSS em data anterior a 29/11/1999, tendo contribuições antes deste período, somado ao fato de que requereu o benefício após 29/11/1999, tem direito à revisão da vida toda.

O STF declarou constitucional a cobrança adicional de 10% sobre a multa do FGTS nos casos de demissão sem justa causa e negou pedido de uma empresa para restituição de valores pagos ao governo.

Diversos tribunais Brasileiros reconhecem a ilegalidade da cobrança do ICMS na conta de Energia elétrica, milhões de pessoas em todo o país tem direito a restituição, veja como buscas a restituição para seus clientes.

O STF decidiu que o ICMS não compõe a base de cálculo para a incidência do PIS e da Cofins. Entretanto, a Receita Federal continua exigindo das empresas o recolhimento do ICMS, sendo necessário entrar a Justiça para reaver valores pagos e impedir cobranças futuras.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

STJ - Superior Tribunal de Justiça

Criado pela Constituição Federal de 1988, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) é a corte responsável por uniformizar a interpretação da lei federal em todo o Brasil, seguindo os princípios constitucionais e a garantia e defesa do Estado de Direito.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

janela
Jusdecisum Informativo Jurídico
Logo