Empregada do Sebrae ganha indenização após ser colocada em ociosidade forçada

Empregada do Sebrae ganha indenização após ser colocada em ociosidade forçada

Uma administradora do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado da Bahia (Sebrae-BA) receberá R$ 52 mil a título de danos morais por ter sido colocada à disposição da área de Recursos Humanos, sem função específica, porque seu coordenador achava que ela apresentava atestados médicos em demasia e poderia influenciar negativamente os…

Prefeitura de Uberlândia indenizará servidor colocado em ociosidade forçada após troca de administração – CSJT2

Prefeitura de Uberlândia indenizará servidor colocado em ociosidade forçada após troca de administração – CSJT2

Decisão é da Sétima Turma do TRT da 3ª Região (MG) 15/03/2021 – A Prefeitura de Uberlândia (MG) terá que indenizar em R$ 28.500,00 um servidor que exercia a função de coordenador administrativo e que foi obrigado a ficar em ociosidade durante horário de trabalho. O trabalhador relatou que, por causa dessa situação, passou a…